Re-Encontros

Depois de deixar o blog bem abandonadinho, resolvi retomar este espaço para celebrar um evento que está chegando!

Este ano faz 10 anos que entrei na faculdade e com essa mudança, aos 17 anos, tive contato com um mundo de novas possibilidades, músicas, amigos e sentimentos. Morei oito anos em Piracicaba e desde que eu vim para São Paulo, há pouco mais de dois anos, voltei apenas uma vez para o ‘Lugar onde o peixe para’.

Tenho pessoas muito queridas que ainda moram lá e sinto cada vez mais vontade de aparecer de vez em quando, mas acho que essa demora se deve ao fato de eu ter saudades de uma cidade que não existe mais… ficou lá perdida entre os anos 2000 e 2004 (mais ou menos)….

Era uma época que o que importava era, quase sempre, onde íamos tomar uma cerveja, ou o capeta, depois da facul ou pra onde iríamos depois que a balada acabasse… Quase sempre terminávamos a balada na Rua São José, não lembro o número, mas ficava entre a Governador e a Benjamin… A sobreloja que marcou a minha vida, com direito a baladas sem fim, um vizinho maníaco, uma faxineira traveco e vários agregados… ê saudades da Circo Cassino Albergue, que ficava alegre quando os palhaços pegavam fogo (sirva a carapuça a quem servir).

Neste próximo final de semana, 10 de abril de 2010, organizamos um reencontro para relembrarmos os tempos áureos da Cassino Albergue e agregados!! Estamos todos numa empolgação só!! Serão dois dias numa chácara com muita carne e cerveja, sem miséria… Isto é um pouco diferente dos perrengues que passávamos, ainda bem que as coisas mudaram… Alguns casados, outros com filhos,vai ser bom ver que o tempo não passou só pra mim, pro Fá e para os que vejo com mais frequência. Vai ser bom dar risadas lembrando algumas presepadas e trapalhadas…

O tempo não volta, mas um reencontro deste pode nos dar a impressão que temos, de certa forma, esse poder!

Anúncios

8 Comentários

  1. terça-feira, 6 abril, 2010 às 13:46

    Eu vou nessa balada!!!! Com certeza Bru, vai ser muito massa rever uma galera que fez história!!!!

    Parabéns pelo blog!!

    Bjo Brandão

  2. Andre said,

    terça-feira, 6 abril, 2010 às 14:00

    horrooooooooooooor!

  3. Tatiana Viviani said,

    terça-feira, 6 abril, 2010 às 14:01

    Que saudades da cana queimada e da fuligem que pairava no ar!!! Realmente tem coisas que não voltam e cheiros que nos remetem a lembranças da vida piracicabana…

  4. terça-feira, 6 abril, 2010 às 15:00

    Seu blog me causou emoção e várias gargalhadas ao mesmo tempo. O vizinho maníaco e a faxineira traveco foram para poucos… hahahaha!!!!

  5. Fabiano said,

    terça-feira, 6 abril, 2010 às 17:43

    Brunoca, se eu falar sobre o tempo, vivi quase nada das maluquices de Pira. Se eu falar sobre intensidade de momentos, quase pirei feio nas maluquices de Pira! Queria ir muito nessa balada, daqueles que faz a gente perder a noção do tempo de tanto deixar o momento pirado. Bom reencontro galera!

  6. Andre said,

    terça-feira, 6 abril, 2010 às 21:22

    Faxineira traveco é a melhor que existe: Força de homem e olhos de mulher!
    E o nome dela era ( ou é, não sei) Madalena! Figura classica de Pira.

    • Bruna Narcizo said,

      terça-feira, 6 abril, 2010 às 21:24

      Seria muito mais poético se o nome dela realmente fosse esse… até vale como licença… mas, na realidade o nome dela era Bila… fala sério!!! Ela/ele tomava pinga o dia inteiro e cozinhava maravilhas!

  7. Andre said,

    terça-feira, 6 abril, 2010 às 21:29

    aaaaaaaaaaaa é mesmo! kkkkkkk Eita! Foi ela que tirou uma peruca do ralo do banheiro, num foi?! éca!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: